Vantagens de ser poliglota

Vantagens de ser poliglota

Sabemos que quem é poliglota ou sabe mais de um idioma tem muitas vantagens. Desde de situações cotidianas como conseguir contar uma música estrangeira, assistir a um filme ou série sem precisar de legenda, até aumentar suas chances de conseguir uma oportunidade de intercâmbio ou uma posição melhor no mercado de trabalho. Porém, existem outros ganhos para quem se dedica ao aprendizado de outras línguas. Separamos algumas para você:

1- Novos estímulos cerebrais

Aprender novos idiomas funciona para o cérebro, como exercícios físicos para o corpo. Todo o esforço para entender a lógica de uma outra língua, além do uso da memória para apreender o novo vocabulário estimulam o cérebro e o deixa mais ativo.

Quando aprendemos outros idiomas, é como se eles disputassem a atenção do cérebro, na nossa cabeça. Isso contribui para aumentar nosso foco e a capacidade de realizar mais de uma tarefa ao mesmo tempo. Além disso, pode ser benéfico para várias situações:   

  • Ajuda no retardo do desenvolvimento de doenças degenerativas, como o Alzheimer e demência.
  • Recuperação mais rápida em caso de AVC.
  • Maior desenvoltura em relacionamentos sociais.
  • Raciocínio mais ágil.
  • Maior capacidade de concentração.

2 – Maior capacidade de resolver problemas

O processo de aprendizagem de uma nova língua requer um contínuo esforço para resolver problemas. Isso acontece porque seu cérebro, no momento de você se expressar em um outro idioma vai fazendo, rapidamente, “consultas” ao seu acervo de palavras e frases já aprendidas, para pode se comunicar. Sabe quando ainda estamos aprendendo uma língua nova e ainda não temos total domínio do vocabulário e precisamos nos expressar? Normalmente, buscamos, dentro do que já aprendemos, formas de emitir aquela informação. Isso nada mais é do que sua capacidade de achar solução para problemas sendo estimulada.

3 – Aquisição de novas culturas

Quando se aprende um novo idioma, inevitavelmente, aprendemos mais sobre a cultura dos países que falam aquela língua. Em um mundo cada vez mais interligado, ter acesso a outras culturas pode ser muito vantajoso. Imagina que você trabalhe em uma multinacional. Talvez, será preciso se relacionar com colaboradores das filiais de outros países. Quando se conhece a cultura do outro, fica muito mais fácil conviver e entender os costumes de cada um.

4 – Perca a vergonha de falar em público

Durante o processo de aquisição de um novo idioma, principalmente nos momentos de treinar pronúncia e conversação, precisamos interagir. No início, ficamos inseguros, pois ainda não temos domínio do novo idioma. A medida que vamos praticando, vamos nos sentindo mais seguros, até que ficamos ansiosos para conversar com alguém que já tem fluência naquela língua ou com um nativo.

Esse processo é ótimo para criarmos segurança para falar em público. Pense comigo: você, ao treinar sua conversação em um novo idioma rompe com a vergonha de falar errado ou de ainda ter uma pronúncia falha. Essa rompimento acaba acontecendo em outras áreas sociais. Por isso, sua segurança para se expressar e falar em público aumentam.

Agora que já sabe mais sobre os benefícios de aprender outros idiomas, não vai ficar de fora, não é mesmo! Na ACBEU, você aprende inglês e espanhol com qualidade. Com mais de 60 de tradição como centro binacional, a associação tem os melhores professores prontos para te deixar poliglota! Continue por dentro dos nossos conteúdos e assine nossa newsletter!

Botão: Quero assinar

Como funcionam os testes de proficiência

Teste de proficiência

Além de dominar um segundo idioma, ter a certificação de fluência facilita muito para provas de concursos como mestrados e doutorados, bem como para legitimar seu currículo. Alguns testes de proficiência em língua estrangeira te garantem esse reconhecimento internacional de fluência na língua. É o caso do TOEIC, TOEFL e DELE.

TOEIC

O Test of English for International Communication (TOEIC) é um certificado reconhecido mundialmente. Voltado, principalmente para o certificação profissional, o teste foi criado pelo Educational Testing Service (ETS).

O objetivo do TOEIC é medir a proficiência em inglês de um estrangeiro em situações cotidianas, principalmente para circunstâncias de mercado de trabalho.

 

  • Como funciona?

 

Há dois tipos de testes: Listening & Reading e o Speaking & Writing. Os assuntos tratados no testes, são, em sua maioria, voltados para situações do cotidiano profissional, como reuniões, planejamentos, diálogos empresariais.

O Listening & Reading possui 200 questões de múltipla escolha divididas entre audição e leitura.

A primeira parte, que irá avaliar a compreensão auditiva, tem 100 questões divididas em: fotografia (20 itens), pergunta e resposta (30 itens), diálogos rápidos (30 itens) e diálogos curtos (20 itens).

Na etapa de reading ou de leitura há as outras 100 questões divididas em: sentenças incompletas (40 itens), identificação de um erro (20 itens) e compreensão de texto (40 itens).

Já o Speaking & Writing é feito online e possui 19 questões. A avaliação de fala é feita em 11 questões e é necessário: ler um texto em voz alta, descrever uma fotografia, responder a três perguntas, responder a outras três perguntas de acordo com informações dadas, propor uma solução e expressar opinião.

Na parte de escrita, o candidato tem que responder as outras 8 perguntas: escrever uma frase com base em uma fotografia (5 questões), responder a uma solicitação escrita (2 questões) e por fim, escrever um texto opinativo (1 questão).

 

  • Qual a pontuação necessária?

 

A pontuação varia de 10 a 990. Se você tirar menos de 185 pontos, entende-se que ainda não há proficiência em inglês. A partir dos pontos mínimos, a escala fica da seguinte forma:  

185 — 250: Memorized Proficiency

255 — 400: Elementary Proficiency

405 — 600: Elementary Proficiency Plus

605 — 780: Limits Working Proficiency

785 — 900: Working Proficiency Plus

905 — 990: International Proficiency

Já para o teste online, a nota é calculada em uma escala determinada por cada questão e a soma vai de 0 a 200 pontos.

O TOEIC tem validade de dois anos.

TOEFL

Assim como o TOEIC, o TOEFL (Test of English as a Foreign Language) testa a capacidade de comunicação e compreensão da língua inglesa para estrangeiros. Este teste tem um caráter menos mercadológico e mais acadêmico. Muitas pessoas que querem estudar fora do país, optam pelo TOEFL para certificar sua fluência no inglês. Além disso, o teste tem duas modalidades que com características distintas

TOEFL IBT (Interned Based Test)

 

  • Como funciona?

 

São quatro horas e meia de prova para avaliar compreensão auditiva, escrita, leitura e fala.

Na escuta, são usados áudios de situações acadêmicas e cotidianas. Na leitura, o teste, normalmente, apresenta algum artigo com cunho acadêmico. A habilidade de escrita é avaliada por meio de duas redações curtas e a performance de fala com a gravação de respostas faladas. Essa modalidade do teste é feita online. Porém só pode ser realizado em centro autorizados.

 

  • Qual a pontuação necessária?

 

Cada um das áreas testadas tem uma pontuação máxima de 30 e a nota final é calculada pelas 4 notas.

Cada instituição que aceita o TOEFL determina a pontuação mínima exigida.

118-120: Expert User

115 – 117: Very Good User

94 – 114: Good User

79 – 101: Competent User

60 – 78: Modest User

35 – 59: Limited User

32 – 34: Extreme Limited User

0 – 31: Non User

 

TOEFL ITP (Institutional Testing Program)

 

  • Como funciona?

 

Essa modalidade do teste é feita em papel e só possui as partes de Listening e Reading.

São 140 questões de múltipla escolha.

Costuma ser aplicado por escolas de idiomas como exame final. Universidades estrangeiras também o usam, principalmente, para cursos de curta duração.

 

  • Qual a pontuação necessária?

 

Para os que optam pelo nível 1, os resultados vão de 310 a 677 e para nível 2 de 200 a 500 pontos.

Cada instituição que utiliza o TOEFL como teste de proficiência, determina a pontuação mínima exigida.

O TOEFL também tem validade de 2 anos.

DELE

O DELE (Diploma de Espanhol como Língua Estrangeira) é a comprovação de proficiência em espanhol. O instituto Cervantes é o responsável pela aplicação do teste no Brasil. A Universidade de Salamanca elabora e corrige as provas.

 

  • Como funciona?

 

O DELE é dividido em 6 níveis:

– A1: classifica o estudante como alguém com competência linguística suficiente para compreender e usar expressões do dia a dia em espanhol.

– A2: Teoricamente este aluno não terá problemas para falar sobre lugares que tem interesse em frequentar, conversar sobre profissões e outros diálogos básicos.

– B1: qualifica o aluno entre o básico e o intermediário, mas ainda não quer dizer que o aluno está apto para diálogos complexos.

– B2: Este nível pode ser considerado um nível intermediário avançado. A pessoa já tem conhecimentos para diálogos um pouco mais complexos.

– C1: Para quem está no nível avançado. É o exigido pelas universidades estrangeiras.

– C2: Este é o nível mais alto do DELE. Entende-se que o candidato tem plenas condições de usar o idioma e possui conhecimentos culturais ligados à língua espanhola.

As provas para o nível C1, o exigido nas universidades se divide em 4 etapas:

  • Prova 1: Compreensão de leitura e uso da língua
  • Prova 2: Compreensão auditiva e uso da língua
  • Prova 3: Compreensão auditiva e expressão e interação escrita
  • Proba 4: Compreensão de leitura e expressão e interação oral

 

  • Qual a pontuação necessária?

 

No C1, cada etapa vale 100. Para ganhar a certificação, o candidato precisa fazer, pelo menos 33 pontos em cada uma.

Agora que você já está por dentro de cada exame de proficiência, fica mais fácil decidir qual o melhor para seus objetivos.

Na ACBEU, temos a preparação específica para cada um deles. Além disso, somos centro autorizado para aplicação do TOEIC e TOEFL ITP. Você fica fera no Inglês ou espanhol e ainda se dá bem nas provas de certificação. Aproveite nossa matrícula grátis! 

Como mandar bem na prova de inglês ou espanhol do Enem

Para fazer um bom Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), é preciso praticar interpretação de texto, estar por dentro de tudo o que acontece no Brasil e no mundo, além de estudar as matérias escolares. E, como sabemos, a prova também exige conhecimento em outro idioma – inglês ou espanhol.

Por isso, separamos algumas orientações para que você mande bem na avaliação de língua estrangeira. Olha só!

 

1 – Leia muitos textos no idioma escolhido para a prova

Leia tudo o que puder em inglês ou espanhol. Charge, jornal, letras de música, quadrinhos, livros e artigos. Assim, você vai aumentar o seu vocabulário e conseguir identificar com mais facilidade novas expressões e palavras. O contato com o idioma por mais tempo vai te deixar familiarizado com a língua estudada e a interpretação de texto na hora da prova se tornará mais fácil.

 

2 – Acompanhe notícias de jornais internacionais

Dessa forma, você vai se manter atualizado sobre o que acontece no mundo e aprende a melhor a construção de frases e das notícias.

 

3 – Atenção aos enunciados

Uma característica comum das provas do Enem são os longos enunciados. Portanto, saiba identificar as palavras-chave no texto, porque é a partir delas que você descobrirá a ideia central daquela questão. Assim, você consegue encontrar mais facilmente a alternativa correta.

 

5 – Refaça provas anteriores

Procure refazer exames anteriores para treinar e conhecer a estrutura da prova. Estude, também, as resoluções e entenda as explicações de cada questão.

 

6 – Na prova, identifique o gênero do texto

Por fim, ao chegar na prova não fique apavorado!
Tente identificar o tipo de texto que você está lidando. Seguir a primeira orientação te dará mais confiança, já que você vai ter mais experiência.

 

Bônus: Não caia na cilada dos falsos cognatos!

Falsos cognatos são aquelas palavras que parecem ter um significado por se parecerem com alguns termos em português. Veja alguns exemplos:

 

– Pretend
O que parece: pretender
O que significa: Fingir

 

– College
O que parece: colégio
O que significa: faculdade

 

– Support
O que parece: suporte
O que significa: apoiar

 

– Costume
O que parece: costume
O que significa: fantasia

 

E existem várias dessas palavras ainda! Então, tome cuidado. 😉

 

Temos certeza que com essas dicas, você vai arrasar no Enem! Saiba que pode contar conosco para sanar qualquer dúvida!

Fique por dentro de todas as novidades e dicas para provas! É só apertar o botão abaixo, fazer o seu cadastro e pronto. Sempre temos conteúdos exclusivos para você.

10 motivos para aprender um novo idioma

10 motivos para aprender um novo idioma

Aprender um novo idioma têm se tornado um grande diferencial na vida das pessoas. Não importa qual você deseja aprender, é muito importante incluir uma nova língua. Isso trará muita satisfação para a sua vida pessoal, profissional e, até mesmo emocional.

Abaixo nós separamos 10 motivos para você aprender a falar outro dialeto, seja inglês, mandarim, alemão, espanhol, francês, russo ou italiano. 😛

1 – Crescimento profissional

Hoje, a capacidade de compreender outras línguas é de fundamental importância nos currículos profissionais e podem se tornar um fator decisivo para uma possível contratação. Além disso, você pode realizar viagens para representar sua empresa em outros países. 🙂

2 – O português não é uma língua comum

O português, infelizmente, não está na lista do idiomas mais falado no mundo. Os primeiros colocados são: mandarim, espanhol e inglês.

3 – Aumenta o conhecimento e reconhecimento

Aprender um novo idioma ajuda a expandir o seu conhecimento e ter outra forma de ver o mundo. Além disso, você passa a ser reconhecido em vários outros quesitos também.

4 – Desenvolve melhor as multitarefas

Principalmente nas crianças. Isso acontece porque exercitamos o cérebro de compreender outras formas de comunicação, que não seja o português, passando pela escrita e fala. Dessa forma, desenvolvemos a capacidade de conciliar várias tarefas ao mesmo tempo.

5 – Melhora a memória e exercita o cérebro

Como dito antes, essa é uma atividade que ajuda a exercitar o cérebro e, portanto, o mantém ativo e saudável, ajudando a melhorar a capacidade de memorização

6 – Aumenta a autoconfiança

Isso tudo porque você vai conseguir entender filmes e séries sem legendas, músicas, fazer novos amigos (estrangeiros). Acredite, isso aumenta – e muito – a sua confiança na hora de se comunicar. 🙂

7 – Sua visão de mundo muda

Um novo idioma é uma forma de introduzir uma nova cultura à sua vida. A partir daí, você conhece novos hábitos e passa a ver com outros olhos. Há muitos costumes ao redor do mundo que são encantadores!

8 – Você vai poder ajudar pessoas

Nada melhor do que a sensação de fazer uma boa ação, né? Aqui, no Brasil encontramos em algumas cidades mais famosas – como Rio e São Paulo – muitos turistas e, vamos combinar, que não é difícil se perder nessas grandes metrópoles. Ao ter conhecimento de um outro idioma você vai poder ajudar o turista a se localizar! 🙂

9 – Viaje sem medo

Às vezes, a situação do item 8 pode se inverter e, quando você precisar de informação, vai saber se comunicar sem medo. Além disso, você vai conseguir se comunicar e fazer amizades mais facilmente.

10 – Ajuda a se conectar com o mundo

Dessa forma você vai conhecer o mundo de uma maneira melhor e conectar-se a pessoas que tenham interesses em comum, seja profissionalmente, hobbies, músicas, filmes e vários outros. 🙂

Aprender uma nova língua abre muitas portas! Não deixe a oportunidade passar!

Faça a sua matrícula grátis na ACBEU e  aprenda inglês e/ou espanhol com a qualidade que você merece e garanta a sua confiança para conquistar as melhores oportunidades mundo afora. Para garantir sua matrícula grátis , basta apertar o botão abaixo. 🙂

7 razões para você estudar na ACBEU

Quando estamos dispostos e decididos a aprender algo novo, precisamos de um lugar ou alguém que tenha experiência, paciência e metodologia diferenciada. Não é a toa que o nosso curso de idiomas se destaca na cidade de Juiz de Fora. Sabe porquê? Vamos apresentar 7 razões para você:

 

1 – Tradição e excelência

Desde 1956, já foram graduados pelo nosso curso mais de 60.000 alunos. Há 61 anos firmamos o nosso compromisso com o ensino de outro idioma, visto que, hoje, é uma necessidade para alcançar diversos objetivos, metas e sonhos.

 

2 – Reconhecimento da Embaixada dos Estados Unidos

Somos a única instituição de Juiz de Fora reconhecida e recomendada pela Embaixada Americana. Além disso, cumprimos com todas as exigências para o merecimento do selo de qualidade: professores capacitados com regulares oportunidades de treinamento e cursos de reciclagem; comprometimento com a divulgação da cultura brasileira e norte-americana; e credenciamento para a aplicação de exames intencionais.

 

3 – Centro Binacional

Somos considerados um Centro Binacional, cujo objetivo é mesclar a missão de ensinar inglês e propagar a cultura por meio do idioma.

No país, são ao todo, 30 instituições fiscalizadas regularmente pela Embaixada Americana. A Coligação dos Centros Binacionais possibilita a troca de experiências, informações e métodos entre as instituições, por meio de encontros regulares pelo país

 

4 – Programas que criam oportunidades para jovens de baixa renda

Um deles é o Programa Jovens Embaixadores, criado em 2002, no qual são beneficiados 50 alunos da rede pública, para participarem de atividades culturais e acadêmicas nos EUA.

Os bolsistas são contemplados com três semanas no exterior, adquirindo experiências tanto pessoais quanto profissionais. É uma ótima oportunidade para expandir seus conhecimentos e fortalecer os laços entre os dois países.

O outro programa é o ACCESS (English Access Microscholarship Program), desenvolvido pelo Departamento de Estado Norte Americano, no qual oferece bolsas de estudo de inglês com duração de dois anos para alunos de baixa renda da rede pública, incluindo gastos com transportes e material didático.

A seleção dos participantes fica a cargo das instituições, que desenvolvem todo o currículo e ministram as aulas. Os alunos têm a oportunidade de interagir com americanos, participar de viagens culturais, assistir filmes, palestras e muito mais.

 

5 – Contato com professores nativos

Além dos excelentes professores qualificados, compõem também o nosso time,  professores que têm como língua-mãe o inglês. Essa é uma forma dos alunos se comunicarem sem medo, treinarem e aprenderem da melhor forma.

 

6 – Preparação para teste de proficiência

Os testes de proficiência são provas que atestam fluência na língua avaliada e são requisitos para o ingresso em universidades, multinacionais e consulados ao redor do mundo. O bom desempenho é entendido como domínio do idioma e possuem reconhecimento internacional.

Hoje, os testes se tornaram, também, indispensáveis para o currículo e um diferencial no mercado competitivo atual.

 

6 – Preços acessíveis

Nossa instituição não possui fins lucrativos e, portanto, os preços relacionados à matrícula e mensalidades são mais acessíveis. Isso não interfere na qualidade do aprendizado, uma vez que o nosso time é formado por professores altamente capacitados e que amam ensinar todos os dias. Afinal, ensinar também é uma forma de aprender. <3

 

Não vai ficar aí perdendo mais tempo, né? Vem logo fazer a sua matrícula e aprenda com os melhores da cidade! Temos a certeza de que será uma experiência única e agradável. Vamos adorar ter você com a gente.

 

Quer receber mais conteúdos exclusivos, como dicas, tira dúvidas, novidades e sugestões? É só apertar o botão abaixo e fazer o seu cadastro! 🙂

10 dicas para quem vai fazer intercâmbio

Intercambio

O intercâmbio é o sonho de muitas pessoas. Realizar uma viagem para outro país em busca de conhecimento e experiência é um fator muito importante para acrescentar em sua bagagem, além de ser um diferencial para várias outras oportunidades, como empregos e bolsas de estudos.

Ainda não sabe qual país escolher? Responda algumas perguntas para si mesmo:

1 – Quanto posso gastar?

2 – Quais países falam o idioma que eu quero aprender?

3 – Quais são meus objetivos?

Outro fator a ser levado em conta é o seu estilo, porque você vai passar um longo período distante de casa e em um lugar completamente novo. Veja quais seus gostos e o que mais te atrai. Exemplo: você prefere um lugar com praia ou campo? Gosta de festas noturnas e uma vida mais agitada ou um lugar mais calmo?

Todas essas perguntas vão te ajudar a eliminar algumas opções e ficará mais fácil decidir depois.

Além dessas, separamos mais 10 dicas deixar todo processo mais prazeroso. Olha só:

1 – Passaporte

Faça seu passaporte com antecedência e verifique a validade. Veja também se o país que você escolheu exige visto.

2 – Faça um roteiro

Veja os principais lugares que você quer visitar primeiro. Depois, você decide outros locais que quer ir também, porque se não der tempo ou o dinheiro não for suficiente, você vai ter conhecido os que mais gostaria antes.

3 – Vença a timidez

Não fique com vergonha de se comunicar, afinal, você está aprendendo outro idioma e está vivenciando outros hábitos e costumes.

4 – Tente economizar

É claro que você vai querer experimentar a gastronomia do país. Mas não se prenda só a isso. Quando puder, faça a sua própria comida em casa.

Outra dica é levar uma quantidade favorável de roupas, para evitar comprar muitas. Como é outra cultura, não se sabe como é o clima por lá.

Em Juiz de Fora (MG), por exemplo, não sabemos qual das quatro estações do ano faz em um dia. 😛

Brincadeiras à parte, essas duas são as melhores formas de economizar.

5 – Leve uma parte do dinheiro na moeda do país

O cartão é a forma mais segura, porém, por medida de segurança, tenha junto com você uma quantidade considerável de dinheiro na moeda do país. Isso pode te ajudar bastante se algo inesperado acontecer.

6 – Não se esqueça de estudar

Estudar pode se tornar uma diversão também. Você está aprendendo algo novo e pode utilizar vários recursos para isso. Estudar só vai aumentar o seu conhecimento e fazer aprender mais rápido. 🙂

7 – Não esqueça a família e amigos

A saudade vai bater e às vezes você vai se sentir sozinho. Mas não fique triste, isso é normal e faz parte da experiência.

Você pode amenizar a saudade usando a internet. Hoje é muito mais fácil entrarmos em contato com pessoas que estão bem longe. Isso vai diminuir a saudade e o sentimento de “solidão”.

É importante lembrar que você não vai estar sozinho, porque vai aparecer novos amigos de diversas partes do mundo! 🙂

8 – Verifique sua saúde

Faça exames antes da viagem e faça um seguro saúde internacional. Isso vai te dar mais segurança se você passar por algum problema.

Se você toma remédios controlados ou de uso contínuo, não se esqueça de levar as receitas com você.

9 – Imprevistos podem acontecer

Por isso é bom ir prevenido. Assim como no dinheiro, leve com você uma lista de lugares com hospedagem que sejam mais baratos. Dessa forma, você estará mais tranquilo e seguro, uma vez que vai chegar de viagem cansado.

10 – Por último.. viva o lugar!

Viva a experiência única e volte com a sua bagagem (cultural) rica em conhecimento. Experimente os costumes, a culinária, a música, a festa, os hábitos e tudo o que o país aonde você vai possa te oferecer.

Pode ter certeza que, apesar de algumas dificuldades, esses serão os melhores dias da sua vida. 🙂

Gostou das nossas dicas? Temos certeza que o seu intercâmbio vai ser inesquecível! 😀

Comece se preparando com os melhores professores da cidade aqui, na ACBEU. Além da nossa qualidade, temos parceria com o AFS, uma organização internacional voluntária e sem fins lucrativos que oferece oportunidade de intercâmbio para ajudar a promover o conhecimento.

Para continuar acompanhando as nossas novidades é só clicar no botão abaixo! Você vai ficar por dentro de tudo e continuar recebendo conteúdos incríveis e exclusivos.